quinta-feira, 22 de junho de 2017

"Governador e secretário de Segurança Pública são incompetentes" diz presidente do SINDPOC

Salvador: Em menos de uma semana, mais um policial civil é vítima da violência na Bahia. Desta vez, o investigador Cláudio Lacerda, lotado na 6° Delegacia Territorial de Brotas, foi alvo de uma tentativa de assalto no bairro do Barbalho, na noite desta quarta-feira (21), em frente ao IFBA. Na semana passada, o investigador Luís Santos foi alvejado, na Liberdade, em um crime de latrocínio.

O policial Cláudio Lacerda encontra-se na UTI do Hospital Ernesto Simões Filho, localizado no Pau Miúdo. O tiro disparado pelo suspeito atingiu a região do pescoço. Segundo informações dos médicos que estão acompanhando o caso, o quadro é considerado muito grave. O Sindicato dos Policiais Civis na Bahia lamenta mais um investigador vítima da violência no Estado.
O Presidente do SINDPOC, Marcos Maurício, destaca que a Segurança Pública na Bahia está falida e, segundo o sindicalista, o Governador Rui Costa e o Secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, são as únicas pessoas que não querem reconhecer essa triste realidade. "A população e a polícia não andam de helicóptero e nem de carro blindado! Estamos todos reféns da violência no Estado. Qualquer um pode ser a próxima vítima!", crítica Marcos Maurício, enfatizando ainda que o Secretário insiste em dizer que a Segurança Pública está uma maravilha.

O Presidente do Sindicato dos Policiais Civis classifica a Administração Estadual como "ineficaz" e "incompetente". " A violência só tende a aumentar! A categoria está apreensiva e revoltada frente à bandidagem. Os policiais civis querem trabalhar. Entretanto, o Governo do Estado gerencia a pasta de forma equivocada", dispara Marcos Maurício.
(ASCOM SINDPOC)

Nenhum comentário:

Postar um comentário