terça-feira, 30 de maio de 2017

Idoso de 69 anos é preso acusado de abusar sexualmente de criança de 11 anos em Lajedão

Lajedão: O repórter Jojó Highlander, da Rádio Lajedão FM, conversou com o senhor Serafim Pereira Franco, que está sendo acusado de um estupro de vulnerável contra uma menor, na cidade de Lajedão. O acusado nega veementemente o estupro. O senhor Serafim alega que estão fazendo uma armadilha para ele. “O tio, a avó e outras pessoas estão armando para mim. Estou à disposição da justiça, pode fazer todos os exames. Estou confiante em Deus, pois não tenho nada a ver com isso”, disse o senhor Serafim.

Ainda segundo o acusado, estão alegando que ele fugiu, mas, “isso é outra mentira. Eu fui visitar minha irmã que estava internada em Vitória, depois fui visitar meus filhos”, disse. Há denúncias de que outras meninas foram molestadas pelo senhor Joaquim. Meninas da mesma família da que está acusando agora. Questionado sobre isso, mais uma vez o senhor Serafim negou. “Sou inocente, não devo nada para essa turma. Minha alma está contrita a Deus. Se eu dever eu vou pagar para Deus, mas, não devo”.

Segundo o delegado titular de Lajedão, Gean Nascimento, quando ele assumiu a delegacia em 2014, já havia um inquérito policial concluído contra o senhor Serafim Pereira Franco, acusado de ter abusado sexualmente de duas menores de idade. A delegada Maria Luíza havia iniciado outro inquérito e eu dei continuidade. Nesse inquérito, ele era acusado de ter abusado de uma criança especial. Finalizamos esse inquérito em 2015 e remetemos à Justiça. Há informações de que nos dois primeiros processos ele já foi condenado.

Em início de 2017, houve uma requisição do Ministério Público para investigar outro possível estupro cometido pelo idoso, o qual era acusado de um abuso de uma criança de 10 ou 11 anos. O procedimento foi concluído e remetido à justiça. A atual prisão do senhor Serafim foi por conta desse inquérito. “Neste momento ele está à disposição do Judiciário, acusado de estupro. Não depende nada da Polícia Civil, não temos como afirmar quanto tempo ele ficará preso, pois, foi a Justiça que decretou a prisão preventiva”, disse o delegado.

Ainda segundo o delegado, se a Justiça decreta a prisão preventiva é porque há indícios fortíssimos de que houve o crime. Se tem a prisão é porque há indícios dessa ocorrência, ou estão muito convencidos disso, explicou o delegado. O senhor Serafim, é morador da Rua José Lucas Neves em Lajedão, e encontra-se custodiado na carceragem de Lajedão, à disposição da Justiça. O acusado poderá ser transferido para o Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, onde aguardará o julgamento. (Por: Liberdadenews)

Nenhum comentário:

Postar um comentário