sexta-feira, 14 de abril de 2017

Aloísia é assassinada a golpes de faca dentro de casa no Bairro Liberdade e companheiro é principal suspeito

Teixeira de Freitas: No fim da noite desta quinta-feira, 13 de abril, véspera da Sexta-feira Santa, a Central de Polícia Militar foi acionada e informada de um homicídio, ocorrido no Bairro Liberdade II. Então, guarnições do PETO e do Coordenador de área da 87ª CIPM se deslocaram até a Rua Esplanada, onde confirmaram o fato, e encontraram o corpo de uma mulher ensanguentado, em um dos cômodos da residência. Na parte da frente do imóvel funciona uma oficina denominada "RBR BIKE". Os militares isolaram o local do crime e informou o caso à Polícia Civil.

A delegada plantonista, Andressa Carvalho e sua equipe estiveram no local, onde realizaram o levantamento cadavérico. A vítima foi identificada como sendo, Aloísia Helena Soarea Borges, 42 anos de idade. A delegada solicitou perícia e uma equipe do Departamento de Polícia Técnica, composta pelos peritos Paulo Libório e Everton dos Anjos, esteve no local, onde realizou os trabalhos periciais. A vítima foi morta a golpes de faca, e o principal suspeito do crime é o companheiro, já que segundo informações eles brigavam muito e ainda estariam em uma disputa judicial.

Uma das filhas do casal chegou ao local em desespero e disse que a mãe sofria muito, e que só elas (as filhas) e a mãe (vítima) sabiam o que ela vivia dentro de casa. Como o crime aconteceu no interior do imóvel, segundo os peritos, devido à comoção no local, não foi possível analisar a quantidade de perfurações, e somente na mesa de necrópsia, será preciso contabilizar a quantidade de perfurações. A delegada começou a ouvir algumas pessoas ainda no local, e a Polícia Militar manteve o suspeito detido.

Segundo informações, o suspeito que apresentava um ferimento na cabeça, relatou que estava em casa, quando dois homens teriam invadido a casa, dado uma paulada nele e depois golpeado a vítima. Mas ainda segundo informações, o suspeito entrou em contradição por diversas vezes, principalmente ao ser questionado pelos peritos onde ele estaria no momento da suposta invasão. O homem disse que a porta estava trancada pelo lado de dentro do quarto, mas os peritos encontraram a chave pelo lado de fora.

O homem deverá ser conduzido à sede da 8ª COORPIN, onde será ouvido e poderá ser preso em flagrante, se comprovado que ele foi mesmo o autor do crime. Mas, como tudo ainda está sendo investigado, o nome do suspeito está sendo mantido em sigilo. Após perícia, o corpo de Aloísia foi removido para o Instituto Médico Legal de Teixeira de Freitas e será necropsiado na manhã da próxima sexta-feira (14). (Por: Rafael Vedra)



Nenhum comentário:

Postar um comentário