sábado, 1 de abril de 2017

Teixeira: 1° Pelotão prende motoqueiros com revólver 38 e munições extras no bolso

Teixeira de Freitas: No fim da noite da última sexta-feira, 31 de março, uma guarnição do 1° Pelotão da 87ª CIPM realizava rondas pelo Bairro Castelinho, quando ao transitarem pelo Loteamento Nanuque, entre o Castelinho e o Residencial Castelinho, os militares avistaram 02 indivíduos a bordo de uma motocicleta Honda/Biz 125, preta, placa policial PKD 8590. Os militares deram ordem de parada e realizaram abordagem aos suspeitos, que foram identificados como sendo, Vítor Nolasco da Silva, 18 anos de idade, que no cadastro da Polícia consta residente na Rua Pau Sangue, no Bairro Castelinho, mas, disse que está residindo no Bairro Colina Verde e Gustavo de Souza Santos, 18 anos de idade, que reside na Rua General Osório, no Bairro Universitário.
Durante abordagem aos jovens, os militares encontraram na cintura de Vítor, que estava de carona na moto, 01 revólver Taurus calibre 38, com número de série 451662, municiado com 06 cartuchos intactos. Dando continuidade às buscas, os militares encontraram no bolso da bermuda do suspeito, mais 02 munições calibre 38 intactas. Ao localizarem a arma e as munições, os militares deram voz de prisão ao suspeitos, que foram conduzidos à sede da Delegacia de Polícia Civil de Teixeira de Freitas, onde o caso foi registrado e apresentado ao delegado, Ricardo Amaral. Segundo suspeitas da Polícia, os jovens iriam cometer roubos ou até mesmo iriam cometer um homicídio, já que nada justificaria as munições extras no bolso da bermuda do acusado.
Na delegacia após buscas na carteira de Gustavo, foram encontradas 02 buchas de "maconha". Ainda durante apresentação, os militares descobriram que o jovem preso com a arma seria o mesmo que vinha postando em redes sociais ofensas contra os policiais teixeirenses. Segundos os militares o mesmo postou no Facebook "Esses polícia cambada de desgraça, tudo pilantra". O mesmo ficou quieto a ser questionado sobre as ofensas, mas, em conversa com um policial civil afirmou que teria sido ele mesmo o autor das ofensas.
O delegado ouviu os militares do 1° Pelotão e já na madrugada deste sábado colheu os depoimentos dos acusados. Segundo o delegado Ricardo Amaral, do Núcleo de Homicídio e Tráfico, a dupla foi flagranteada por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido (artigo 14) e por posse de substâncias entorpecentes (artigo 28), foi arbitrada fiança e, se a mesma for paga, os acusados irão responder pelo crime em liberdade. A motocicleta pertencente à mãe de Gustavo foi entregue a ela, bem como os capacetes apreendidos na ação policial. O delegado irá investigar a razão pela qual os jovens que não residem no Bairro Castelinho, estarem em uma hora de risco, em posse de um revólver municiado e com mais munições. O delegado e todo o Núcleo também irá investigar a participação dos jovens em crimes ocorridos no Castelinho e no Residencial Castelinho, principalmente o último homicídio ocorrido em um bar no Residencial Castelinho. A dupla segue presa e o caso será apresentado a Justiça. (Por: LN)


Nenhum comentário:

Postar um comentário