quarta-feira, 5 de abril de 2017

Polícia mantém cerco a assaltantes; três bandidos foram mortos

Armas dos assaltantes apreendidas pelos policiais
Guarnições policiais militares e equipes especializadas da PM, além do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) realizam buscas e varreduras na região Sudoeste em busca de elementos que participaram da explosão da agência do Banco do Brasil, da cidade de Boa Nova. O ataque ocorreu por volta da 1h30 da madrugada de terça-feira (4). Uma equipe do Batalhão de Operações Policias Especiais (Bope) e um avião também foram enviados para o local.
Helicóptero da Graer auxilia os policiais em terra na busca dos assaltantes
Três integrantes da quadrilha que participou da explosão da agência bancária em Boa Nova morreram em confronto com policiais militares. Seis pessoas que foram feitas reféns pelos bandidos sendo liberadas em outros municípios da região. Os bandidos estavam divididos em cinco carros — Corolla, Ônix, Uno, Ford Ranger e Hilux — e também atacaram a sede do 3º Pelotão – arremessando oito dinamites e trocaram tiros com policiais O bando formado por cerca de 15 homens roubou todo dinheiro e levou inicialmente dois guardas municipais como reféns. Os policiais apreenderam dois fuzis, pistolas, explosivos, munição, carregadores, o veículo L200 Triton utilizado na fuga, entre outros equipamentos com os três homens que foram mortos em Catingal. Na fuga, os bandidos passaram pelo distrito de Catingal, em Manoel Vitorino, Brumado Anagé e Tanhaçu, onde entraram em confronto com outros policiais e fizeram mais reféns. O grupo está sendo perseguido e monitorado pela polícia.
Viatura da PM e um dos veículos usados pelos bandidos
Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), quatro criminosos continuam escondidos numa região de mata fechada próximo ao município de Tanhaçu. Dois deles foram identificados, mas não tiveram as identidades divulgas. Os policiais montaram bloqueios por terra e os quatros homens estão sendo seguidos por equipes do Grupamento Aéreo da PM. Dois suspeitos estão feridos. (Por Wilson Novais)

Nenhum comentário:

Postar um comentário