quinta-feira, 27 de abril de 2017

Laudo confirma que ossada é da menina Gabrielly

“Temos todo o aparato de inteligência da polícia nos auxiliando e, em breve, solucionaremos este caso”. A afirmação é do delegado João Uzzum, responsável pela 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Feira de Santana, e foi dita, na manhã desta quarta-feira (26), depois de revelar, durante coletiva de imprensa, que uma ossada encontrada às margens da Avenida Eduardo Fróes da Mota, em Feira IX, era da garota Gabrielly Gomes Santana, de 7 anos, desaparecida desde 21 de janeiro deste ano.

João Uzzun destacou que a Força Tarefa criada para apurar o crime já tem uma linha de investigação, mas que não iria adiantar nada para não atrapalhar o trabalho que vem sendo realizado com muita dedicação e afinco desde que o caso chegou até à Polícia Civil. O laudo confirmando que o material encontrado era de Gabrielly foi elaborado pela Coordenação de Genética Forense do Departamento de Polícia Técnica (DPT). A família já havia sido informada antecipadamente sobre o resultado dos exames.

De acordo com o delegado, os exames foram feitos a partir do crânio da garota, uma vez que o restante do material encontrado no local apresentava aspecto de que teria sido queimado. Exames detalhados vão dizer se esses fragmentos seriam também de Gabrielly. O ponto exato onde foi encontrada a ossada estaria a aproximadamente cinco quilômetros do condomínio Solar da Princesa, no bairro Gabriela, onde a vítima residia. O material genético do crânio e da mãe da garota foram enviados à Salvador há cerca de um mês para análise e o resultado foi 100% compatível. (ASCOM/PC)

Nenhum comentário:

Postar um comentário