quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Número de casos de doença que deixa urina preta sobe para 64 na BA; Alcobaça registra um caso

O número de casos de mialgia aguda, doença misteriosa conhecida por provocar dor muscular intensa e deixar a urina preta, subiu de 52 para 64 na Bahia. Os dados são referentes ao período entre 14 de dezembro de 2016 e 24 e janeiro deste ano. O novo boletim foi divulgado na última quarta-feira (1º) pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Até agora, duas pessoas morreram com suspeitas da doença no estado.

Os primeiros registros de sintomas da doença foram registrados na Bahia em dezembro de 2016. Segundo a Sesab, dos 64 casos registrados no levantamento, 60 ocorreram em Salvador. Trinta e três já podem ser classificados como suspeitos por causa dos resultados das amostras de sangue. Além da capital baiana, os municípios de Vera Cruz, Dias D’Avila, Camaçari e Alcobaça registraram um caso cada.

O boletim que apontava 52 casos no estado foi divulgado pelo órgão no início do ano e levava em conta o período até o dia 5 de janeiro. Antes disso, o último levantamento, realizado seis dias antes, levava em conta 30 casos.

Os sintomas da doença são dor muscular intensa, de início súbito, acometendo principalmente a região cervical e de trapézio, associada a dores nos braços e/ou dorso, coxas, panturrilhas sem causa aparente e elevação de creatinofosfoquinase. Os pacientes podem também chegar a um quadro de insuficiência renal e, por isso, apresentar urina escura. (Informações: G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário