domingo, 12 de fevereiro de 2017

Advogado do Atlético-PR, Domingos Moro é encontrado morto no RJ

Aos 57 anos, o profissional morreu em frente ao computador em seu apartamento
Advogado do Atlético-PR, Domingos Moro, 57 anos, foi encontrado morto em seu apartamento em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, neste domingo. Alega-se que faleceu de morte súbita.

Moro foi visto pela última vez na sexta-feira. Ele era esperado para acompanhar a partida entre Boavista e Macaé, no sábado, mas não apareceu. Desde então, ninguém mais conseguiu contato com o profissional até que o presidente do Boa Vista, João Paulo, foi até a casa dele. Ele estava em frente ao computador.

Em nota em seu site oficial, o Furacão se manifestou sobre o falecimento de
seu representante nos tribunais esportivos. O time rubro-negro era o único cliente fixo entre os clubes - outros times paranaenses também eram defendidos pontualmente. A diretoria atleticana pagará seu sepultamento.

- Reconhecido na justiça esportiva brasileira, Moro defendeu o Clube com maestria, inúmeras vezes, nos tribunais. Foi um admirável exemplo de ética e profissionalismo. Além da atuação em julgamentos, Domingos Moro ministrou palestras aos jogadores e profissionais do Atlético Paranaense em diversas oportunidades, passando a expertise na área para quem está diretamente envolvido com o futebol - diz o texto.

O Coritiba também comentou sobre o assunto, mas somente no Twitter. Moro foi dirigente do Coxa nos anos 2000, sendo vice-presidente por dois anos e renunciado ao cargo em julho de 2004. Cinco anos depois, ele foi candidato a presidente, mas não levou. Por trabalhar no rival, Moro não podia mais prestar seus serviços como advogado ao time de coração - um artigo no estatuto alviverde impede de exercer função no clube alguém que preste serviço à entidade considerada adversária.

- Com muito pesar o Coritiba lamenta o falecimento do Dr. Domingos Moro. Nossos sentimentos para todos parentes e amigos - afirmou
. (Gazeta Online)

Nenhum comentário:

Postar um comentário