domingo, 4 de dezembro de 2016

Promessa Comprida: Campineira vistoria obras de pavimentação em final de gestão no bairro Bela Vista, em Itamaraju

Da mesma forma que teve início a sua gestão, o prefeito de Itamaraju, Manoel Pedro Rodrigues Soares, o Pedro da Campineira tem sinalizado que o final da sua gestão será marcada com o trabalho.
Durante o dia da última sexta-feira (02/12), Pedro da Campineira, esteve no bairro Bela Vista vistoriando obras de pavimentação de ruas no bairro, que faz parte de um convênio com o governo federal junto a construção de 1.004 casas populares, no maior programa habitacional da história do município.
Em entrevista ao portal VOCEAKI, Campineira demonstrou tranquilidade e sentimento de dever cumprido no decorrer da sua gestão. “Eu trabalhei por todos os bairros do município e encerro meu mandato de cabeça erguida. Iniciei trabalhando e vou terminar trabalhando, pois quando entrei na politica, o meu objetivo foi trabalhar pelo povo de Itamaraju, principalmente pelos menos favorecidos. Fizemos o que tivemos condições de fazer, Itamaraju ainda precisa de muita coisa e desejo que o próximo gestor dê continuidade e trabalhe pelo povo da nossa cidade.” Concluiu Campineira.

A gestão de Pedro da Campineira foi marcada como o ‘Governo de Um Novo Tempo’. Desde 30 de Março de 2010, quando assumiu a Prefeitura do Município, inúmeras ações de melhorias foram implantadas no município. Escolas, Postos de Saúde e Creches foram construídas e reformadas; diversas ruas do município foram contempladas com pavimentação asfáltica e calçamento, levando dignidade aos moradores a exemplo do Bairro Jaqueira, Primavera, Canaã, Liberdade que tiveram respectivamente cada um todo o bairro pavimentado; Revitalização da Praça da Independência; Implantação do SAMU 192; Reforma e aquisição de equipamentos para o Hospital Municipal de Itamaraju; Construção de casas populares do Italage, entre outras ações já realizadas.
Neste mês de Dezembro, Campineira pretende entregar a população de Itamaraju as 1004 casas do conjunto habitacional do Bela Vista e assim encerrar a sua gestão como Prefeito de Itamaraju.
A construção de 1.004 casas populares, no maior programa habitacional da história do município está recebendo recursos na ordem de R$ 60,1 milhões. Os imóveis estão sendo construídos em blocos em modelo de apartamento, térreo e 1º andar.

Cada um dos 1004 apartamentos será beneficiado de toda uma infraestrutura básica, com saneamento básico, água encanada, pavimentação, iluminação, área de lazer, casa de dois dormitórios com 100% de piso cerâmico, aquecedor solar de água individualizado, quadra de esportes e Praça da Juventude.

“Estamos nos esforçando para entregar estas novas 1004 moradias populares até o final de dezembro, antes de eu entregar o município para o próximo gestor. Trata-se de uma grande obra e de real cunho social que beneficiará 1.004 mutuários com renda inferior a três salários mínimos e, sobretudo, o projeto demonstra a preocupação da nossa gestão para com as camadas de baixa renda da nossa sociedade. Itamaraju vive no meu governo um novo tempo, porque sua população, especialmente a de menor renda, vive nova expectativa de vida pela independência que adquiriu conosco no governo”, disse o prefeito Pedro da Campineira.
A Prefeitura Municipal de Itamaraju no atual governo de Pedro da Campineira já concluiu e entregou à população, 55 novas moradias populares que foram construídas também no alto do bairro Bela Vista, onde 55 novas famílias realizaram o sonho da casa própria numa área habitacional que recebeu 3.500 m² de infraestrutura numa obra que custou R$ 704.763,18, através de convênio firmado entre a Prefeitura Municipal e o Ministério das Cidades.

A Prefeitura Municipal de Itamaraju ainda conquistou e entregou a população neste mandato, a quantia 494 casas populares no Conjunto Habitacional Italage, na zona leste da cidade. As unidades foram construídas com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço, além de um espaço para ampliação com 5 metros para frente e para os fundos.
O Italage também recebeu toda uma adequada estrutura de iluminação pública com os postes, luminárias, redes condutoras, rede de esgoto e à pavimentação das 15 artérias que cortam o conjunto. O projeto ainda contemplou a implantação de uma praça pública. A área total do conjunto habitacional é de 96 mil m², mas as casas, distribuídas em onze ruas, têm área total de 38 m². O projeto custou recursos na ordem de R$ 17,945 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário