segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Filho de Tati Quebra Barraco é baleado e morre na Cidade de Deus


Dois homens foram baleados e morreram na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio, na madrugada de domingo (11-12). Entre eles, estava o filho da funkeira Tatia Quebra Barraco, Yuri Lourenço da Silva, de 19 anos. O outro homem morto é Jean Rodrigues de Jesus, de 22 anos.

Os dois baleados foram levados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. A Secretaria Municipal de Saúde informou que um dos baleados tinha marca de tiro no rosto e já chegou morto ao hospital.

De acordo com a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da comunidade, um grupo de policiais, que realizava um patrulhamento de rotina, foi surpreendido por criminosos armados na Rua Quintanilha. A UPP informou que houve confronto e dois suspeitos foram baleados. Segundo a Polícia, com Yuri e Jean, foram apreendidas uma pistola e grande quantidade de drogas, sendo 153 trouxinhas de maconha, 221 sacolés de cocaína, dois rádios transmissores e uma pistola israelense de 9mm. Por causa da troca de tiros, o policiamento na comunidade foi reforçado.

Funkeira postou em redes sociais


Em sua página no Twitter, Tati fez a seguinte postagem: "A pm tirou um pedaço de mim que jamais será preenchido. A pm matou o meu filho. Essa dor nunca irá se cicatrizar".

No Facebook, Tati também desabafou: "Meu filho tá sendo difícil de acreditar viu? Como deve ser pra você receber uma mensagem, ligação em meio ao show dizendo que seu filho está morto? Não queira passar nunca pelo o que estou passando. Não queira sentir nunca o que estou sentindo.".

De acordo com a postagem, após receber a ligação com a notícia de que o filho estaria morto, Tati ainda continuou o show que estava fazendo. "Eu não pude parar o que dei início. Tinha fãs, públicos, o fotógrafo da casa, tinha um contrato assinado. Então tive que terminar o show da boate eleganza com um sorriso no rosto, sem quê, ninguém percebesse. Mas não fui forte o tempo todo, desabei! DESABEI! Mas meu filho... porque isso com a mãe? Em que eu errei?".

Nenhum comentário:

Postar um comentário