segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Cumuruxatiba é poesia em forma de sol e mar

O balneário de Cumuruxatiba está localizado no litoral norte do município de Prado, região do extremo sul baiano, cujo município turístico possui a mais extensa malha costeira do estado da Bahia com 84 quilômetros de lindas praias. O balneário de Cumuruxatiba no litoral norte do município de Prado é um dos pontos favoritos para quem visita a região. Reduto de beleza natural e de muito aconchego. Praias, sol, calor e gente bonita.

Chegando a Cumuruxatiba, o cenário é de deslumbre. Onde é possível avistar a grandeza do mar à frente, emoldurado por um céu sempre azul e o sol brilhando forte, tornando a cor da água um verde-claro ainda mais vivo. A orla do balneário é cercada por pequenos quiosques e barracas bem estruturadas, mas não a ponto de perder seu charme e preservação. Sentir a brisa do mar enquanto se dá uma volta em toda a extensão da praia do centro é daqueles simples, mas essenciais prazeres da vida.

Logo no primeiro dia conhecendo as belezas locais, surge como um verdadeiro oásis de águas mornas e transparentes, com praias como a do Cahy, de ondas um pouco mais agitadas, Calambrião, Ibassuaba e Moreira — essas últimas com um mar convidativo e marcado pelos recifes de pedras e jangadas dos pescadores.

A praia do Rio do Peixe é outro destaque da região, e possui trechos de ondas de águas calmas, marcadas pelo encontro do rio com o mar. Inclusive, a mistura da água doce do rio do Peixe com a do mar causa um impacto visual digno de contemplação. Praia do Píer que oferece ótima estrutura, aliás, para os visitantes e Praia do Rio do Peixe Pequeno também está na lista dos destinos obrigatórios, com suas vistas exuberantes e piscinas naturais.
A Praia do Moreira que desfila fileiras de coqueiros em uma areia clara e um mar de águas transparentes, puxadas para o verde-claro e de temperatura morna — combinação que torna o banho de mar uma experiência única. Lugar ideal para relaxar em frente à imensidão verde, onde é possível singrar o mar para ver de perto a mudança de visual e da tonalidade das águas à medida em que se avança mar adentro, mesmo por cima dos recifes de pedras, que quanto mais ao fundo, mais esverdeadas e cristalinas elas ficam.

E, serve como dica, levar a câmera para registrar os mangues, bancos de areia e coqueirais. A dica é que o passeio na Praia do Moreira seja feito durante a maré baixa, que é quando se formam piscinas naturais, deixando à mostra os arrecifes de corais, com flora e fauna riquíssimas. Com o snorkel, a máscara de mergulho, a experiência se torna ainda mais completa.
Descendo para ao norte, há 15 quilômetros de estrada e a 8 quilômetros em linha reta, do balneário de Cumuruxatiba, está a famosa Praia do Cahy, na Foz do Rio Cahy, no local a paisagem muda e traz as belezas exóticas das lagoas e do mar, que constituem um dos cenários mais atrativos do roteiro.

Além dos encantos naturais, as referências históricas estão presentes a todo instante, a começar por uma visita a foz, onde o capitão Nicolau Coelho na manhã seguinte a chegada da esquadra de Pedro Álvares Cabral no recife de Carapebas, fez contato direto com os índios na manhã daquela quinta-feira do dia 23 de abril de 1500.
A Foz do Rio Cahy é uma praia em forma de poesia, localidade ideal para se contemplar o céu e o mar. Aliás, foi na Praia do Cahy que nasceu um dos filhos mais briosos do município de Prado, o escritor e jornalista Athylla Borborema, um dos escritores baianos mais premiados no Brasil e em vários paises do mundo pelo conjunto das suas dezenas obras literárias. Inclusive, o seu livro de poesia “O Poeta que Comprou o Mar” vencedor do Troféu Machado de Assis da União Brasileira de Escritores que será entregue no próximo dia 21 de janeiro de 2017, no Rio de Janeiro, foi escrito em homenagem a sua terra natal, em tributo as belíssimas praias de Cumuruxatiba.

As praias do balneário de Cumuruxatiba são conhecidas internacionalmente, são bem frequentadas, além de possuir ótima estrutura hoteleira e ser praias que mais cativam fãs no litoral da Bahia. O mar tem ondas tranquilas, por ser mais protegido pelos arrecifes — o que a torna ideal para o banho. Quando o assunto é vista cinematográfica, Cumuruxatiba é recomendação certa. Ali é o ponto de partida para passeios de escuna e de barco que levam até as águas salgadas dos recifes de Carapebas, Mato Grosso, Tauã e Curumim.
Uma visita às falésias coloridas das praias do lado sul de Cumuruxatiba é garantia de um belo cartão postal e de um contraste belíssimo no ambiente. Os paredões de rocha calcária formados ao longo do tempo dão um visual ainda mais rústico e especial ao lugar. E de cima, a vista é privilegiada. Aliás, é neste trecho que fica a requisitada Praia da Areia Preta.

Na Praia da Areia Preta existe uma grande faixa de areia preta na praia e as pessoas costumam se enterrar sob a areia monazítica por seu suposto efeito terapêutico, sendo popularmente utilizada no tratamento de artrites e inflamações uma vez que, espalhada sobre a pele, produz uma radiação que, segundo os defensores da ideia, estimula os tecidos e favorece o fluxo sanguíneo na região afetada. (Por: Edvaldo Alves)


Nenhum comentário:

Postar um comentário