sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Covardia: Empresário e veterinário teixeirense agride idosa após cobrança de aluguel

Teixeira de Freitas: No fim da tarde desta quinta-feira, 10 de novembro, uma idosa de 67 anos de idade, foi até a empresa Genoma, onde iria entregar uma correspondência a seu ex-inquilino, Rodolfo Alves de Oliveira Júnior, 47 anos de idade, natural de Ribeirão Preto/SP e que reside na Rua do Prado, no Bairro Bela Vista. Mas, o que seria uma simples entrega de correspondência e mais uma tentativa de receber meses de aluguel que o mesmo deixou de pagar quando ocupava um ponto pertencente à idosa, se transformou em momentos de agressões e de terror para a mesma.

De acordo com a idosa, assim que chegou à loja de Rodolfo, localizada na Avenida Presidente Getúlio Vargas, foi recebida pelo empresário e veterinário de maneira hostil e agressiva, e assim que tentou argumentar com o empresário, recebeu dois socos no rosto. A vítima foi socorrida por pessoas que presenciaram as agressões e esteve na Delegacia de Polícia Civil, onde o caso foi registrado. A idosa apresentava lesões pelo corpo, ferimentos no olho esquerdo, inclusive parte arroxeada.

O caso foi informado ao delegado William Telles que solicitou apoio do S.I da 8ª COORPIN, e os investigadores saíram em diligência e, após buscas, conseguiram localizar e prender o Rodolfo. O mesmo foi conduzido à sede da 8ª COORPIN e apresentado ao delegado William Telles. Em entrevista à nossa reportagem, a vítima falou das agressões, e disse que foi entregar a correspondência que havia chegado no seu endereço, e como ela assinou a via do Correio, foi até o estabelecimento dele entregar.
"E assim que cheguei, entreguei o papel, e disse, Dr. Rodolfo precisamos acertar, e falamos sobre os meses que ainda consta em débito, e após uma ligação do meu ex-genro, ele iniciou as agressões. Me deu puxões, e logo depois um soco no rosto, eu até pensei em revidar, mas, desisti, e mesmo assim recebi outro soco no olho. Saí dali ferida e liguei para a PM, e uma amiga me trouxe até a delegacia", contou a vítima.

Nossa equipe tentou gravar entrevista com Rodolfo, mas, o advogado de defesa do mesmo informou que ele não desejaria falar com a imprensa. O delegado ouviu os investigadores, a vítima e, logo depois, colheu depoimento do empresário e veterinário Rodolfo, e com base nos depoimentos colhidos e nas provas apresentadas, o delegado flagranteou Rodolfo por lesão corporal de natureza grave (artigo 129). O mesmo foi conduzido até à carceragem da 8ª COORPIN, onde permanece preso e poderá ser encaminhado na próxima sexta-feira (11), para a DEAM. O mesmo será apresentado na audiência de custódia e, após procedimentos, poderá ser encaminhado ao CPTF. (Por: Rafael Vedra)

Nenhum comentário:

Postar um comentário