terça-feira, 18 de outubro de 2016

Policial tem arma tomada durante abordagem e o fato quase acabou em morte em Medeiros Neto

Policial tem arma tomada durante abordagem
Uma abordagem policial nas primeiras horas da manhã desta segunda feira (17), no bairro Aparecida em Medeiros Neto, quase termina em morte quando um homem tomou a arma do policial e só não o matou porque o colega ao perceber a situação, atirou no suspeito.

Policiais militares do 1º Pelotão da CIPM de Medeiros Neto recebeu denuncia de que um grupo de jovens estavam promovendo uma festa regada a bebidas e drogas. Na casa, vários elementos com histórico de delitos participavam da festa.
Os policiais pediram para que os integrantes da festa abaixassem o som. Ao fazer a revista nos suspeitos, Breno Gonçalves dos Santos de 20 anos, completamente descontrolado se atracou com um policial, neste momento, a arma do policial que estava no coldre do colete, caiu e Breno se apoderou dela e tentou atirar contra o militar.

Ao perceber que o colega ia ser baleado o comandante da operação atirou, mesmo assim, o indivíduo continuou resistindo e não ouviu os gritos de advertência para soltar a pistola, foi ai que o comandante atirou mais três vezes. Os tiros atingiram a parte inferior do corpo de Breno, só assim o elemento foi controlado.
Breno saiu recentemente da cadeia onde ficou por seis meses por ter sido acusado de ter colocado fogo em um veículo Chevrolet Classic, de propriedade de Alzemar Pinto Coelho Salomão (Zeminha), na noite de 11 de abril de 2016, no centro de Medeiros Neto. Breno também tem passagens pela polícia por roubos e tráfico de entorpecentes e, na noite anterior ao fato, o mesmo teria ameaçado de morte, com uma faca, um cidadão de prenome Bruno.
Breno foi socorrido pela guarnição para o hospital de Medeiros Neto e em seguida transferido para o hospital de Teixeira de Freitas, segundo informação, não corre risco de morrer. (Neuza Brizola)

Nenhum comentário:

Postar um comentário