quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Liberação de um dos acusados de assassinar pequeno Felipe repercute em nível estadual



Como já era esperado, diversos veículos de comunicação da Bahia, incluindo de Salvador, deram destaque à liberação de um dos acusados de assassinar Felipe Gomes Lisboa, de 8 anos, a golpes de pau e espancar o pai dele, Valdeixo Lisboa dos Santos, o “Liliu”, 49, crime ocorrido no início da tarde de sexta-feira, do último dia 22 de julho, numa estrada vicinal (Maria Mil Réis), que liga Teixeira de Freitas ao interior de Caravelas.

Os dois acusados da barbárie, sendo um menor de 16 anos e o outro apenas de 14 anos de idade, que foram apreendidos após uma ação da Cipe-Mata Atlântica, disseram à polícia que promoveram o ataque para roubar a moto de Valdeixo, uma Suzuki Entruder, de cor vinho, placa MTH-8390, licenciada de Teixeira de Freitas. A motocicleta e outros pertences da vítima, incluindo uma bolsa escolar de Felipe, foram apreendidos pelos militares da Cipe-Mata Atlântica, escondidos em um matagal a poucos metros de onde aconteceu o crime.

O G1 Bahia, portal da Rede Globo, noticiou, com base em informações prestadas pela Polícia Civil de Teixeira de Freitas, que o infrator de 16 anos fora colocado em liberdade após o vencimento do prazo de 45 dias de internamento provisório.

Ainda de acordo com a polícia, como não houve realização de uma audiência para determinar o encaminhamento do adolescente a uma unidade de acolhimento, ele teve direito à liberdade. Conforme o G1, Kléber Gonçalves, coordenador da 8ª Coorpin, não soube explicar o motivo da audiência não ter ocorrido. O G1 ainda assegura que tentou entrar em contato com o Fórum da Comarca de Caravelas, mas não conseguiu falar com nenhum representante.

O outro adolescente suspeito de cometer o crime segue apreendido em Teixeira de Freitas. “O delegado explicou que ele (menor de 14 anos) não teve direito à liberdade porque também está sendo investigado pela polícia por outro caso de homicídio”, completa o G1.

No dia 26 de julho, quatro dias após o ataque contra pai e filho, os dois infratores foram agredidos na cela em que estavam e para não serem mortos por outros adolescentes, que também estavam apreendidos na época, precisaram ser isolados.

O caso

Além de terem confessado a autoria do latrocínio (roubo seguido de morte), crime ocorrido no início da tarde de sexta-feira, dia 22 de julho, numa estrada vicinal que liga Teixeira de Freitas ao interior de Caravelas, os dois infratores que foram apreendidos horas depois pelos militares da Cipe-Mata Atlântica, falaram ao Teixeira News sobre os motivos do ataque. Segundo o menor de 16 anos, o motocicleta Suzuki Entruder, de cor vinho, placa MTH-8390, licenciada de Teixeira de Freitas, seria supostamente vendida para um receptador de Posto da Mata, distrito de Nova Viçosa, pelo valor de R$ 600.

O piloto da moto, Valdeixo Lisboa dos Santos, o “Liliu”, de 49 anos, mesmo atingido com várias pauladas na cabeça e em outras partes do corpo, conseguiu sobreviver. Já o filho dele, Felipe Lisboa, de apenas 8 anos, também atacado a golpes de pau, sofreu duas paradas cardíacas num dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF) e veio a óbito. (Por Ronildo Brito)

Nenhum comentário:

Postar um comentário