segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Caminhonete usada no assassinato de PM capixaba foi adquirida em Teixeira de Freitas

Policiais pernambucanos (à esq.) assumem que mataram soldado Duarte
Foram presos na manhã desta segunda-feira, dia 15 de agosto, numa estrada que dá acesso ao balneário de Guriri, no município de São Mateus-ES., os policiais militares pernambucanos André de Carvalho Santos e Ednilson Costa Souza, que minutos antes tinham assassinado o soldado Duarte, também conhecido como “Rambo”, que estava afastado de suas funções e era apontado como um dos maiores pistoleiros do norte capixaba.

O soldado Duarte foi executado a tiros nas primeiras horas da manhã num local conhecido como Meleiras, em Guriri. Logo após o crime, policiais militares que atuam no lugar saíram em diligência buscando prender os dois acusados que foram vistos invadindo a residência do PM afastado e efetuando contra o mesmo vários disparos de arma de fogo, principalmente na cabeça.

E numa estrada vicinal das Meleiras abordaram os dois suspeitos, sendo que em posse de André de Carvalho Santos, foi encontrada uma pistola Ponto 40, municiada com 14 munições intactas e, na cintura de Ednilson Costa Souza, localizaram uma pistola da marca Taurus, também Ponto 40, municiada com 13 munições intactas e uma pistola marca Glock, calibre 380, que estava com 15 projéteis intactos no pente.

No interior do veículo usado pelos dois, uma picape Fiat Strada, de cor prata, placa HJD-3919, foram encontrados uma pistola marca Taurus, Ponto 40, número de série SCU55759, da Policia Militar de Pernambuco, municiada com cinco munições intactas e um revólver marca Taurus, calibre 38, com seis munições intactas no tambor, arma que pertenceria à vítima.
No início a noite desta segunda-feira, dia 15, a polícia capixaba confirmou que os dois acusados assumiram a execução do Soldado Duarte e a motivação teria sido pra vingar o assassinado de um amigo de André, crime ocorrido em Ouricuri-PE., morte atribuída a “Rambo”. Sobre a pequena caminhonete Fiat Strada usada no crime os policiais pernambucanos informaram que adquiriram em Teixeira de Freitas.

André e Ednilson se identificaram como policias militares de Pernambuco e disseram que vieram ao Espírito Santo coma única finalidade de matar Duarte. Diante os fatos, os policiais foram encaminhados ao Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de São Mateus, de onde devem seguir para alguma prisão militar do Espírito Santo.

Testemunhas disseram à polícia que os dois criminosos pararam o veículo nos fundos da casa do Soldado Duarte e assim que o viram, começaram a atirar. A esposa da vítima por pouco também não foi morta. (Por Ronildo Brito)

Nenhum comentário:

Postar um comentário