quinta-feira, 18 de agosto de 2016

A vida, a biografia e o Adeus ao Padre Apparecido em Teixeira de Freitas

Uma multidão acompanhou o velório durante toda esta quarta-feira (17/08), na Igreja São José Operário, no bairro Monte Castelo, onde foi velado o corpo do Padre Apparecido Rodrigues Staut, 80 anos e no finalzinho da tarde desta mesma quarta-feira (17), o seu corpo foi sepultado no cemitério Jardim da Saudade, no bairro Nova Teixeira, na zona oeste da cidade.

O ex-prefeito de Teixeira de Freitas por duas gestões e candidato a prefeito neste pleito de 2016 pelo PRTB, Padre Aparecido Rodrigues Staut, morreu no início da noite desta terça-feira (16), numa CTI do Hospital da Unimed, na Avenida Leitão da Silva, no bairro de Itararé, em Vitória, capital do Espírito Santo. O Padre Apparecido não resistiu às complicações no seu quadro clínico e morreu.


A sua transferência para Vitória ocorreu por decisão da família, tendo em vista que a sua irmã Ana Rodrigues Staut mora com a família em Vila Velha, na Grande Vitória, e mais próximo dos familiares era mais fácil para receber cuidados. Ele era diabético, teve sua saúde agravada nesse último final de semana, com acúmulo de líquidos em sua cavidade abdominal, comprometendo assim o funcionamento de alguns órgãos, inclusive do seu intestino.
O corpo do Padre Apparecido Staut chegou no final da madrugada desta quarta-feira (17), na catedral da Igreja São José Operário em Teixeira de Freitas, em que ele foi pároco e congregou nos seus últimos 25 anos de vida. O Padre Isael Silva, atual pároco da igreja teve a missão de promover a primeira celebração em homenagem ao Padre Apparecido Staut.

A missa de corpo presente foi celebrada pelo bispo diocesano Dom Carlos Alberto dos Santos ao lado de dezenas de padres diocesanos e freis capuchinhos de toda região que compareceram a celebração de despedida ao Padre Apparecido. O frei Dílson Batista Santiago que também foi prefeito por três ocasiões na cidade vizinha de Itamaraju, fez parte da celebração de despedida do colega.

Milhares de pessoas passaram pela Igreja São José Operário e uma multidão acompanhou o cortejo e assistiu a última celebração de sepultamento do corpo do Padre Apparecido, que também foi celebrada pelo bispo diocesano Dom Carlos Alberto, no Cemitério Jardim da Saudade. Ele foi sepultado na mesma jazida onde se encontra os restos mortais da sua mãe Maria José Staut Gonçalves, como era o seu desejo. Eleitores, fãs, ex-moradores de ruas, políticos, empresários, comerciantes, autoridades jurídicas, lideres religiosos e pessoas dos mais diferenciados seguimentos sociais passaram pela Igreja e acompanharam o sepultamento do Padre Apparecido.
O atual prefeito de Teixeira de Freitas, o médico João Bosco Bittencourt (PT), declarou luto oficial por três dias e também suspendeu as atividades da sua campanha eleitoral à reeleição por 48 horas. O prefeito João Bosco disse que o Padre Apparecido deixa um exemplo de vida que muito ainda deverá ser explorado pelo jeito brilhante de pensar e agir em favor dos mais necessitados. “Foi um religioso que dedicou a vida para promover o bem e cuidar dos mais oprimidos. O Padre Apparecido nos deixa agora, mas deixa para todos nós, toda a sua sabedoria de enxergar e encarar o mundo”, disse o prefeito João Bosco.
O funcionário público Ulisses Fernandes Xavier conhecia o padre Apparecido há 13 anos e ressaltou a retidão em que o Padre conduziu a sua vida na igreja e na vida pública. “Era um homem muito apegado com Deus e um persistente defensor da bíblia sagrada. Sentia prazer em resgatar as pessoas dos precipícios da vida e viveu apenas para fazer o bem e promover a paz”, lembrou Ulisses Xavier.

O vereador Ailson da Cruz Pereira (PSDC), que trabalhou como assessor de gabinete e secretário de Governo na gestão do Padre Apparecido, disse que ele foi um homem que nasceu para fazer história e escolheu Teixeira de Freitas para pautar o resto da sua vida, onde conseguiu humanizar milhares de pessoas com o seu jeito honesto de fazer política.

“O Padre nos deixou um legado riquíssimo e que muito ainda nos servirá. Ele ofereceu voz e vez à população, tão somente dando oportunidades os mais humildes, mas como também proporcionando pessoas simples o direito a educação e oportunidades para que estas pessoas se tornassem representantes políticos. Ele nunca teve apego a patrimônio, o seu amor era salvar vidas e formar mentes brilhantes”, lembrou visivelmente emocionado o ex-vereador Julio Garotinho que nos últimos 20 anos ganhou tratamento de filho pelo Padre.

Biografia

Apparecido Rodrigues Staut nasceu no dia 20 de junho de 1936, em Quatiguá, cidade localizada na mesorregião do norte pioneiro do Estado do Paraná. Seus pais se chamavam Pedro Rodrigues Gonçalves e Maria José Staut Gonçalves. Em Quatiguá concluiu o curso primário e concluiu o ensino médio na Escola Cristo Rei, dirigida pelos Padres Pallotinos, na cidade vizinha de Jacarezinho, no norte pioneiro do Estado do Paraná.

Formou-se em filosofia pela Universidade Federal do Paraná, em Curitiba. Formou-se em Teologia pela Universidade de Fribourg, na Suíça. Foi ordenado Padre no dia 15 de agosto de 1964, quando transferiu-se para a Itália, onde morou por três anos na cidade de Roma, concluindo uma especialização em Ciências Sociais e Políticas pela Universidade de São Tomás de Aquino, quando teve a oportunidade de viajar por vários países do mundo, estudando a matéria e conhecendo realidades e soluções para muitos problemas sociais.

Ainda fez curso de direito internacional e falava fluentemente 6 idiomas: Francês, Alemão, Espanhol, Italiano e foi professor de Latim e Grego. No retorno ao Brasil, exerceu inúmeros cargos importantes e dirigiu entidades de destaques na Igreja Católica nos estados do Paraná, Acre e Amazonas. Nos quais construiu seminários, igrejas e realizou dezenas de obras sociais em favor de comunidades tradicionais, especialmente nos povoamentos ribeirinhos às margens do rio Madeira, no Amazonas.

No ano de 1991, chegou a Teixeira de Freitas, assumindo as funções de reitor do Seminário Divino Mestre, em seguida recebeu a missão para ser o 1º pároco da paróquia São José Operário, onde permaneceu congregando por 25 anos. Como pároco desenvolveu um intenso trabalho com a construção dos prédios da sede da Paróquia, construção de um Centro Comunitário no bairro Castelinho, construção de várias casas populares para famílias carentes e desenvolveu o programa solidário para alimentação de 700 crianças diariamente e assistência às pessoas empobrecidas da cidade.

Em 1999, foi outorgado pelo Papa João Paulo II, com o título de Monsenhor que é um título eclesiástico de honra conferido pelo Papa a sacerdotes da Igreja Católica por serviços prestados à Igreja ou pelo exercício de funções eclesiásticas de governo ou de diplomacia. Com mérito recebeu da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas o título de Cidadão Honorário. Nos anos de 1998 e 1999 se tornou secretário Municipal de Assistência Social no governo do médico Wagner Mendonça.

No ano 2000 foi candidato a prefeito por Teixeira de Freitas e obteve 14.506 votos, tendo ficado em 2º lugar. Em 2002, foi candidato a deputado federal e obteve a maior votação já alcançada por um político do município com 18.205 votos e ficou sendo o primeiro suplente da sua coligação no estado. Em 2004, disputou novamente a eleição para prefeito e venceu o pleito com 21.784 votos e foi reeleito em 2008 com 28.794, tendo governado Teixeira de Freitas por duas ocasiões, nas gestões 2005/2008 e 2009/2012. Sua maior marca nos seus dois governos foram obras de asfaltamento de ruas, investimento na saúde pública e desenvolvimento social.

Antes de a sua saúde debilitar já internado em Vitória, Padre Apparecido Rodrigues Staut assinou toda a documentação para o registro da sua candidatura a prefeito de Teixeira de Freitas, porque pretendia voltar a disputar as eleições neste ano de 2016, pelo PRTB – Partido Renovador Trabalhista Brasileiro. Logo depois de ter assinado os documentos, o seu quadro clínico piorou e foi levado para uma UTI e depois retornado para uma CTI, onde não resistiu e morreu. O registro da sua candidatura chegou a ser homologado oficialmente no Cartório Eleitoral e disputaria o pleito ao lado do seu candidato a vice-prefeito Márcio Teixeira. (Por Athylla Borborema).



Nenhum comentário:

Postar um comentário