sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Professora é estuprada e morta a facadas ao voltar do trabalho

Professora voltava para casa do trabalho quando foi abordada por um homem. Ele levou a vítima para um local deserto e a estuprou, antes de esfaqueá-la.

 

Professora foi atacada ao voltar para casa
Uma professora de 31 anos foi atacada e assassinada em Simões Filho, município da Região Metropolitana de Salvador. De acordo com a Central de Polícia, o crime aconteceu por volta das 18h30 da quinta-feira (17), na avenida Paulo Soto. A vítima, Edileia de Jesus dos Santos, voltava para casa do trabalho quando foi abordada por um homens nas proximidades da escola Favo de Mel. 
Edileia foi atacada e violentada sexualmente pelo homem, que também a esfaqueou quatro vezes no pescoço, tórax e braço. Segundo a 22ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Simões Filho), a professora foi levada para um local deserto no momento do crime. Ela estava lúcida quando foi socorrida por uma ambulância do Serviço Médico de Urgência (Samu) para o Hospital Eduardo Alencar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu após dar entrada na instituição.
O homem que estuprou e assassinou a professora está foragido e ainda não foi identificado, mas ainda conforme informações preliminares da polícia, ele seria alguém que a vítima conhecia. O corpo de Edileia continua na unidade médica, e deve ser transferido para o Departamento da Polícia Técnica (DPT) de Salvador ainda nesta sexta-feira (18), antes de ser liberado para o sepultamento. 
Em protesto contra o crime, moradores de Simões Filho fecharam a avenida Paulo Soto, via que dá acesso à rodovia BA-099, no início da manhã de hoje. Eles queimam pneus e seguram cartazes que demonstram indignação com o assassinato da professora.
Ainda conforme a PM, a manifestação é pacífica e está sendo acompanhada pela polícia e pelo Corpo de Bombeiros da região. O crime será investigado pela 22ª Delegacia Territorial (DT/Simões Filho), mas até o momento o autor do crime ainda não foi localizado pela polícia.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário