quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Traficante Roceirinho vivia em casa de luxo no Litoral Norte

Preso em uma das suítes do luxuoso hotel Atlantic Towers, em Ondina, ele residia no condomínio, onde artistas, como o cantor Carlinhos Brown, têm imóveis

Traficante Roceirinho vivia em casa de luxo

O nome sugere um capiau, mas não condiz nada com o luxo que cercava Adailson Souza Lima, o Roceirinho, preso por tráfico e assalto a bancos. Apontado pela polícia como o líder do tráfico na região do Baixo Sul da Bahia, ele também é acusado de  ordenar uma chacina em 2010 que deixou cinco pessoas da mesma família mortas na Ilha de Itaparica.
Roceirinho na verdade morava numa mansão com a mulher e uma filha pequena, no Condomínio Parque do Jacuipe, em Barra de Jacuipe, Litoral Norte do estado. Preso na última quinta-feira em uma das suítes do luxuoso hotel Atlantic Towers, em Ondina, ele residia há pouco mais de um mês no condomínio, onde artistas, como o cantor Carlinhos Brown, têm imóveis.
A casa do traficante tem dois andares e conta com quatro suítes, piscina e churrasqueira. Entre outras mansões, a residência de Roceirinho se destaca pelos grandes vidros esverdeados na fachada. Moradores do condomínio disseram que o vizinho era de pouca conversa e não chegava a levantar suspeita.
Quando preso em companhia do comparsa Vilmar Florência, o Dona Vilma, Roceirinho estava com R$ 168 mil em espécie. De acordo com perícia do Departamento de Polícia Técnica, o dinheiro saiu de pontos de venda de drogas. Nas notas, foram encontrados resíduos de cocaína.

Traficante Roceirinho vivia em casa de luxo no Litoral Norte

Segundo o delegado Jorge Figueiredo, diretor do Departamento de Narcóticos (Denarc), a quantia era fruto da arrecadação de uma semana de uma das “bocas” do traficante. A polícia investiga se o dinheiro do tráfico de Roceirinho foi “lavado” na compra de um apartamento em Lauro de Freitas, na aquisição de uma transportadora, uma frota de carros utilitários e uma rede de açougues e mercadinhos na periferia de Salvador. 
De acordo com as investigações, Roceirinho fez sua trajetória no crime a partir dos assaltos. Após levantar dinheiro liderando ataques a bancos e estabelecimentos comerciais no interior,  ele ganhou a confiança de  quadrilhas de traficantes e passou a vender entorpecentes.
Segundo a polícia, Roceirinho passou a ser um dos grandes chefes do tráfico no estado por ter facilidade para arrecadar dinheiro de criminosos e habilidade para administrar o negócio ilícito. Mas, no segundo semestre do ano passado, foi preso durante uma tentativa de assalto a um banco na cidade de Boa Nova.
Dias depois, foi beneficiado com um habeas-corpus para cumprir prisão domiciliar, decisão revogada logo após sua liberação. Desde então, estava foragido.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário