segunda-feira, 30 de julho de 2012

Capitão França é o novo comandante da 7ª CIPM de Eunápolis

               
Com a exoneração na última sexta-feira (27/07), do tenente-coronel Roosewelt Salustiano dos Santos do posto de comandante da 7ª Companhia Independente da Polícia Militar de Eunápolis onde permaneceu por 15 meses -, no dia seguinte, no sábado (28), o governador Jaques Wagner designou em caráter oficial para substituí-lo no cargo, o capitão Anacleto França que atualmente exercia a função de subcomandante do 13º Batalhão da Polícia Militar de Teixeira de Freitas.

O capitão França que fez história na região de Teixeira de Freitas por ter comandado as principais e maiores operações policiais de conflitos e desarticulação de quadrilhas dos últimos anos na tríplice fronteira do extremo sul baiano, muito embora não goste da referência, mas é atualmente considerado um dos 10 oficiais melhores preparados do estado da Bahia. Trata-se de um policial extremamente operacional e louvado no oficialado baiano como um tático dos mais táticos experientes oficiais em conflitos. Homem de vida ilibada e idônea à toda prova, de fácil relacionamento, estrategista por natureza, de alta habilidade operacional e enaltecido pela sua capacidade de planejamento.

Falando ao Teixeira News, o capitão Anacleto França disse que a sua vida é feita de desafios diante das variadas missões que já recebeu do Estado e se declarou feliz e satisfeito com a sua nomeação para Eunápolis, uma das mais importantes cidades do interior da Bahia, ressaltando que o seu papel inicial é mapear a cidade e integrar a Polícia Militar com a Polícia Civil, Ministério Público e o Poder Judiciário, cujo objetivo é promover uma polícia ostensiva capaz e adequada para resguardar os direitos da população e ter a comunidade como a sua melhor e maior aliada em combate ao crime.

Quem é o comandante França:

O novo comandante da 7ª Companhia Independente da Polícia Militar de Eunápolis, é o capitão Anacleto França Silva, de 40 anos de idade, natural de Salvador, casado e pai de três filhos. E há 22 anos integra os quadros de oficiais da Polícia Militar da Bahia. Capitão França é bacharel em direito pela Faculdade do Sul da Bahia – FASB, é pós-graduado em segurança pública pela Universidade Estadual da Bahia – UNEB, pós-graduado em gerenciamento de crises pela Universidade Federal da Bahia – UFBA e é pós-graduado em inteligência estratégica pelo POSEAD.

Capitão França ingressou na PM aos 18 anos, em 1990. Deixou a Academia de Oficiais da Polícia Militar da Bahia em 1993, como aspirante a tenente. No dia 2 de julho de 1994, foi promovido ao posto de 2º tenente. Em 7 de agosto de 1997, foi elevado ao posto de 1º tenente e em 6 de janeiro de 2006, foi promovido ao posto de capitão. Tendo ainda recentemente sido aprovado no curso superior da Polícia Militar da Bahia que lhe expediu o passaporte para o seu ingresso no alto oficialado, por mediação do qual, aguarda a sua promoção a major.

França já foi comandante da Companhia de Emprego Tático e chefe do Núcleo de Inteligência do 13º Batalhão da Polícia Militar de Teixeira de Freitas. Coordenador de Planejamento Operacional e chefe do Núcleo de Inteligência da Companhia de Ações Especiais da Mata Atlântica de Posto da Mata – CAEMA. Coordenador de Planejamento Operacional e por último subcomandante do 13º BPM de Teixeira de Freitas. Já foi condecorado pela Polícia Militar da Bahia com a medalha de tempo de serviço (20 anos) e homenageado com o título de cidadão honorário do município de Teixeira de Freitas pelo Poder Legislativo.

Foi outorgado em vários cursos de aperfeiçoamento, entre eles: Efeitos Investigatórios pela Academia de Polícia Militar da Bahia; Resgate em Socorros de Urgência pelo Centro de Estudos de Trânsito; Cursou em Orlando na Florida e Los Angeles, Estados Unidos, o curso na área de Segurança Policial/Táticas e Armas, para Supervisor em Operações Especiais Táticos, na Swat e ministrado pela USPIT Academy Public Salety Institute; Inteligência Policial pela Coordenadoria de Missões Especiais da Bahia; Técnica de Ensino pela Academia de Polícia Militar; Curso de Integração dos Princípios dos Direitos Humanos e Direito Internacional Humanitário pela Cruz Vermelha Internacional.

O comandante Anacleto França ainda cursou Investigação Policial, Direitos Humanos, Sistema de Comando de Incidentes, Uso Progressivo da Força e Busca e Apreensão pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça – SENASP. Cursos de Ações Táticas pelo Batalhão de Polícia Choque da Bahia e curso de Programação Neurolinguística pelo Instituto Holos. O capitão França foi ainda integrante do 1º Seminário de Tiro Policial da Academia de Polícia Militar da Bahia e do 1º Seminário Nacional de Negociadores do Ministério da Justiça.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário